segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Em 1948 Israel voltou a ser uma nação

Mas daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai. 
Mt 24:36

Mas vós irmãos já não estais em trevas, para que aquele Dia vos surpreenda como um ladrão  I Ts 5:4

Quando vedes a nuvem que vem do ocidente, logo dizeis: Lá vem a chuva; e assim sucede. E quando sopra o vento sul, dizeis: Haverá calma; e assim sucede. Hipócritas, sabeis discernir a face da terra e do céu; como não sabeis, então, discernir este tempo? Lc 12:54-56

Em 1948 Israel voltou a ser uma nação cumprindo a profecia dos ossos secos de Ezequiel 37 desde então vários sinais começaram a acontecer na terra e no céu, contudo, de 50 anos para cá os sinais não são anuais, nem mensais, nem semanais, mas são diários. Em cumprimento a palavra de Jesus que disse: Mas todas essas coisas são o princípio das dores. Mt 24:8 a palavra usada aqui é dores de parto. Isso significa que as dores irão aumentar em FREQUÊNCIA E INTENSIDADE.

E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fome, e pestilência; e haverá também coisas espantosas e grandes sinais do céu. Lc 21:11

Desde que são registrados os terremotos nunca houve uma época em que estes fossem tão frequentes, tão assustadores e ameaçadores como hoje. 30% de aumento nos últimos anos.  Parece que no mundo todo esta ocorrendo terremotos destruidores mesmo em lugares onde nunca se ouviu falar de tremores como Brasil. Fome, grande parte do mundo hoje está morrendo de fome ou, come apenas o mínimo para sobreviver e as previsões são de pioras por conta das catástrofes naturais como seca, enchentes, terremotos e pragas. Nunca se viu tantas doenças novas, vírus, insetos e pestes. 

Sinais do céu: aves que caem mortas aos milhares em vários lugares do mundo e ninguém oferece uma explicação. Sons metálicos vindos do céu assustando cidades inteiras e ninguém sabe o que é. 


Estamos vivendo esses dias, portanto, Olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima. LC 21:28